Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

linhas estranhas num guardanapo mal dobrado*

e agora?
se estamos em sintonia
e eu tenho o medo
maior do mundo?
não sei amar sem ter medo
nem estar junto sem fundir-me
como matéria pura
misturando-se no outro


e o velho vitrô a espreita
dias retrô na velha cidade
café preto & angústia
olhos que observam
corpos que cruzam
escrita espontânea na noite de quinta
sem saber para que diabos
rumar minha fonte

* sugestão de um velho-novo amigo.

5 comentários:

Erica Maria disse...

"não sei amar sem ter medo
nem estar junto sem fundir-me
como matéria pura
misturando-se no outro'

Ah, eu tb não!!!

Olha, te linkei lá no meu blog, apareça por lá qdo puder!!!

Bjs :)

anjobaldio disse...

Muito bom. Grande abraço.

tudo-a-quilo disse...

amar é

Rafael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fabita . disse...

eu sou chata pra caralho.
não iriam me querer no blog
de vocês.

ah, apagou por que, bebê?